domingo, 21 de dezembro de 2008

Nem todo dia é dia...

Os dias passaram e a vida mudou completamente, onde eu estava que só vi passar? Não estava vivendo, assisti tudo muito rápido, perdi os sentimentos, não deu tempo. Camuflei a tristeza em alegria, me inventei, uma invenção de mim mesma, me perdi e pior, me achei e não gostei, me achei pedindo socorro por perceber que não senti, que quis demais, que pedi demais, que perdi demais porque me expus demais. Uma exposição de demasias. Fragilidade perceptível e a flor da pele. Não saber enganar a não ser a si mesma todos os dias na tentativa de fazer melhor, de ser quem eu sonhei, um sonho infantil, infantil como são aqueles que precisaram ser adultos primeiro, que nasceram pra entender, percepções precoces que distorcem os sentimentos mais bobos depois que viramos, de fato, adultos.
Mudar seria a palavra mais apropriada, diriam aqueles que dão conselhos, apropriada pra que mesmo? Como se faz isso? Por que deixaram o entender vir antes do aprender? 
Crescer, crescer, crescer é a meta dos que sabem o que querem, dos que vencem. Eu quero também vencer, crescer, mas a melhor frase que ouvi no meu ano foi: nem todo dia é dia...

2 comentários:

camillaguedes disse...

poxa friend, nem sei o q dizer.
mas as coisas funcionam assim mesmo...
tem que se arriscar...
afinal
"quem nao arrisca nao petisca "
kkkkkkkkkkkkkkkkk
petiscando ne?!!!
:)

Maria Joana disse...

prefiro petiscar tu sabe!
hahaha

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...