terça-feira, 30 de setembro de 2008

Chá de Devaneios

No chá das horas
há saudade,
devaneios errantes,
conversas todas as tardes
sobre antigos amantes.
No chá das horas
o tempo é coadjuvante
não importa o quanto passe
e deixe o passado distante,
para elas só o delírio
é companheiro constante.
No chá das horas
a saudade e
os devaneios errantes
conversam todas as tardes...
só o amor é importante.

6 comentários:

Fabiana disse...

TEM QUE ENTRAR NO FILME ESSE TEXTO, GOSTEI MUITO POW!
=*****

FABI

Mari disse...

Lindo texto prima, foi vc que escreveu? vais virar poetisa...hhhahhahahha =]

dorothéia disse...

só o amor é importante.
no café, almoço ou jantar,
amar.

lindo texto!
é teu ou do teu avô?
como é o esquema aqui, exprica aí!

;*

Giovanna Campos disse...

o mais belo q li aqui. adorei.

e eu acabei de falar isso pra tu aq do meu lado hahahha!

Pablo Ravel disse...

as vezes só o amor basta...
e as vezes,
o amor também mata,
e morre.

Carol disse...

Ahhhhh o amor Penaaaa, texto belo ein...e a escola dos olhares??
;)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...